Mediterrâneo: os jovens que esqueceram a guerra

Oito de setembro de 1943 foi um dia ao mesmo tempo feliz e trágico para a Itália. Foi o dia do armistício: tendo reconhecido a impossibilidade de continuar a guerra, o governo italiano rendeu-se oficialmente às forças aliadas, a fim de evitar mais danos ao país e à população. Esse ato sancionou o fim da aliança com a Alemanha de Hitler. O rei Vittorio Emanuele III, alguns membros do governo e generais do exército fugiram para a cidade de Brindisi, no sul da Itália. O país ficou sem governo e o exército sem ordens claras, enquanto o povo e os soldados comemoravam o fim da guerra. Mas a guerra estava longe de acabar, e ainda tinha a represália alemã, que virou uma verdadeira ocupação…

mediterraneo 2Em “Mediterrâneo”, dirigido por Gabriele Salvatores, essa parte da história italiana não é contada: os soldados protagonistas do filme acabam sabendo disso tudo por acaso, apenas em 1944, depois de terem ficado três anos numa ilha remota da Grécia, sem possibilidade de se comunicarem com a Itália. O longa – que será exibido no dia 17 de outubro, às 19h, no Centro Universitário Católica de Santa Catarina – fala da Segunda Guerra Mundial sem mostrá-la: ele narra as vicissitudes de um grupo de jovens soldados, quase inexperientes, que – esquecidos na pequena ilha – acabam eles também esquecendo a guerra e vivendo uma vida “paralela”.

A fuga é um tema muito forte do filme, assim como a indecisão entre utopia e realismo: esses jovens terão que escolher entre permanecer na ilha paraíso, longe da realidade, ou voltar para seu país e tentar construir uma sociedade mais justa. O público vai acompanhar a trajetória deles, dando também boas risadas, porque enfim, trata-se de uma comédia.

O filme fez muito sucesso na Itália, assim como no exterior, e também venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro em 1992.

Sinopse

Em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, um grupo de soldados italianos é deixado numa pequena ilha da Grécia, com a missão de defender o lugar contra uma possível invasão inimiga. Mas o vilarejo parece abandonado e, como não tem nenhum único inimigo à vista, os soldados aproveitam o tempo para relaxar um pouco. Porém, a ilha não está deserta…

mediterraneo

Ficha técnica

Título original: Mediterraneo
Diretor: Gabriele Salvatores
Ano: 1991
Gênero: comédia
Classificação: 14 anos
Duração: 89’
Elenco: Diego Abatantuono, Claudio Bigagli, Giuseppe Cederna, Claudio Bisio

Exibição
17 de outubro, às 19h, no Centro Universitário Católica de Santa Catarina

Leia também:

O DIRETOR COM A PAIXÃO PELO FUTEBOL

AQUELE TIO OSCAR TÃO COBIÇADO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s