Quarenta anos sem Anna Magnani

A atriz símbolo do Neorrealismo italiano, ícone inesquecível do cinema do pós-guerra, morreu em 26 de setembro de 1973, aos 65 anos de idade. Anna Magnani, “Nannarella”, é reconhecida internacionalmente como a maior atriz italiana de todos os tempos, graças a seu rosto expressivo, seu talento dramático e sua forte personalidade.

anna magnaniEla nasceu em Roma, em 1908. Sua mãe, uma costureira, lhe deu seu sobrenome e nunca revelou quem era o pai biológico; em seguida, mudou-se para Alexandria, no Egito, entregando a criança para a avó. Anna foi criada por ela, junto com as suas cinco tias e um tio. “Eu decidi ser atriz no berço, quando tinha uma lágrima a mais e uma carícia a menos. Por toda minha vida, eu gritei com todo o meu coração para essa lágrima e implorei para este carinho”, afirmaria em uma entrevista.

Entre 1929 e 1932,  trabalhou no teatro.  Em 3 de outubro de 1935, casou-se com o diretor Goffredo Alessandrini. Em 1941, teve seu primeiro papel importante no cinema, no filme “Teresa Venerdì”, de Vittorio De Sica. Depois de um caso com o jovem ator Massimo Serato, Anna ficou grávida e deu à luz seu único filho, Luca, em 23 outubro de 1942. A criança, à qual a atriz conseguiu dar seu sobrenome, foi atingida pela poliomelite aos 3 anos de idade.

A consagração internacional viria com “Roma, cidade aberta”, em 1945, dirigida por Roberto Rossellini, por quem se apaixonaria e viveria um tumultuada história de amor, que terminou quando ele conheceu a também atriz Ingrid Bergman. Em 1951, outro marco na carreira dela: o filme “Belíssima”, de Luchino Visconti, no qual desempenhou o papel de uma mãe que tenta colocar a filha no mundo do cinema, na esperança de um futuro de fama e riqueza.

Em 1955, ela se tornou a primeira estrangeira a ganhar o Oscar de melhor atriz por sua interpretação em “A Rosa Tatuada” (The Rose Tattoo, de Daniel Mann), filme baseado na obra de Tennessee Williams, no qual interpretou uma viúva siciliana que morava nos Estados Unidos, ao lado de Bart Lancaster. Anna Magnani é uma das poucas celebridades italianas que tem uma estrela na famosa Calçada da Fama de Hollywood.

magnani rosa tatuata

Com Burt Lancaster

Nos anos sessenta, “Nannarella” continuou a trabalhar no cinema, com diretores como Mario Monicelli, Pier Paolo Pasolini, Renato Castellani, Nanny Loi. Em 1972, a última aparição na telona: uma participação especial no filme “Roma”, de Federico Fellini.

Em 1973, a morte, devido a um câncer no pâncreas. Ao seu lado, o filho Luca e o amigo Roberto Rossellini.


Roma, cidade aberta
(Roberto Rossellini, 1945)
8 de outubro, 19h, no Círculo Italiano


Assista a uma cena do filme “Belíssima” (em Italiano)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s