O gênio das trilhas sonoras

O nome dele pode não ser muito conhecido aqui no Brasil, mas com certeza você vai reconhecer suas músicas pelas primeiras notas. Com cerca de 500 trilhas sonoras em seu currículo, o maestro Ennio Morricone é considerado o maior compositor da história do cinema. Suas trilhas, mais do que pontuar a ação, maximizam as emoções, sendo muitas vezes mais lembradas que o próprio filme.

morricone

Ele nasceu em Roma, em 10 de novembro de 1928. Em 1946, graduou-se em trompete no Conservatório e obteve o primeiro emprego como arranjador para o teatro de variedades. Foi colega de classe do futuro diretor Sergio Leone, com quem fez uma longa parceria. Juntos, eles inventaram o gênero cinematografico do “western spaghetti” e, nas trilhas, Morricone utilizou instrumentos pouco ortodoxos como sinos, gaitas, guitarras elétricas e harpa, dando personalidade única aos filmes de Leone.

Dentre eles, “Por Um Punhado de Dólares” (Per un pugno di dollari, 1964), “Por Uns Dólares a Mais” (Per qualche dollaro in più, 1965), Três Homens em Conflito (Il buono, il brutto, il cattivo, 1966), Era Uma Vez no Oeste, (C’era una volta il West, 1968). Com a trilha desses filmes, Morricone tornou-se então famoso em todo o mundo.

Outras bandas sonoras memoráveis são as de Era uma vez na América (C’era una volta in America, 1984), A Missão (The Mission,1986), Os Intocáveis (The Untouchables, 1987), Cinema Paradiso (Nuovo Cinema Paradiso, 1988). Dentre as mais recentes, estão Lolita (1997), Malèna (2000), Bastardos Inglórios (Inglorious_Basterds, 2009) e Django Livre (Django, 2012).

Morricone trabalhou com os maiores diretores italianos e internacionais, entre eles: Sergio Leone, Pier Paolo Pasolini, Bernardo Bertolucci, Giuliano Montaldo, Lina Wertmuller, Giuseppe Tornatore, Brian De Palma, Roman Polanski, Warren Beatty, Adrian Lyne, Oliver Stone e Pedro Almodovar.

Em sua longa carreira, Ennio Morricone ganhou muitos prêmios. Em 2007, recebeu pelas mãos de Clint Eastwood um Oscar honorário “pelas suas magníficas e multifacetadas contribuições musicais ao cinema”.

Agora, fechem os olhos, liguem o som e aproveitem a obra de um gênio…

Anúncios

Uma resposta para “O gênio das trilhas sonoras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s